Verificação da suspensão

Você sabia que a segurança e o conforto do seu carro estão ligados diretamente à suspensão do veículo?

Verificação da Suspensão

Você sabia que a segurança e o conforto do seu carro estão ligados diretamente à suspensão do veículo? Pois é, a função do sistema de suspensão é aumentar o atrito entre os pneus e o solo, fornecendo estabilidade na direção e proporcionando conforto aos ocupantes do carro.

Existem sistemas de suspensão específicos para cada modelo de automóvel. São três diferentes tipos: o independente, onde cada roda recebe as irregularidades do piso sem passar para a outra do mesmo eixo; o semi-independente, em que parte dos movimentos é repassada à outra roda; e a suspensão rígida, onde os movimentos de uma roda são sentidos na outra.

O sistema de suspensão é um conjunto de peças em que cada uma depende da outra para funcionar corretamente, por isso é importante uma revisão regular.

Peças que compõem a suspensão

O sistema de suspensão é composto principalmente por barra estabilizadora, mola, amortecedor, bandeja, pivôs e coxins.

Os amortecedores controlam o movimento das molas e mantêm o contato permanente dos pneus com o solo, garantindo conforto, segurança e estabilidade.

Os componentes articuláveis, como pivôs e terminais, são o que movimentam quase todo o conjunto. Os coxins fixam os componentes na carroceria e evitam que as trepidações e oscilações sejam repassadas para o interior do automóvel. As bandejas ligam a suspensão ao carro, permitindo seu deslocamento no sentido vertical.

Quando fazer a revisão

A verificação dos itens da suspensão é recomendada a cada 10 mil KM aproximadamente, ou quando o motorista notar algo fora do normal. Também é essencial o cuidado que o motorista deve ter ao passar por lombadas e buracos para evitar danos aos componentes do conjunto de suspensão.

Como identificar problemas

Veja alguns sinais que podem indicar problemas na suspensão do seu veículo:

  • Ruídos estranhos;
  • Batidas secas no assoalho;
  • Direção puxando;
  • Balanço excessivo.
Compartilhar