Sistema de Escapamento e Catalisador

A quantidade de poluentes lançada nas grandes cidades aumenta a cada dia, por isso uma revisão no sistema de escapamento é fundamental.

Sistema de Escapamento e Catalisador

A quantidade de poluentes que é lançada nas grandes cidades aumenta a cada dia. A emissão de gases tóxicos por veículos é responsável por até 40% da poluição do ar.

Para amenizar esse problema, é fundamental uma revisão no sistema de escapamento e no catalisador (peça fundamental para evitar a emissão de gases tóxicos) do seu carro.

Saiba um pouco mais sobre essas peças, como funcionam e o que fazer para evitar problemas.

Sistema de escapamento
Também conhecido como sistema de exaustão, suas principais funções são:

  • Liberação eficiente dos gases vindos da queima de combustível;
  • Redução dos ruídos ligados aos motores de explosão;
  • Garantia de maior vida útil ao veículo;
  • Economia de combustível;
  • Redução da emissão de gases tóxicos.

Dicas para manter o sistema de escapamento funcionando corretamente:

  • Evite deixar o tanque de combustível vazio, pois o fornecimento irregular do fluído pode gerar pequenos estalos no escapamento, elevar a temperatura no catalisador e ocasionar fusão do monólito (parte interna que faz a transformação dos gases);
  • Não faça o carro pegar no “tranco” porque prejudica o sistema, já que o excesso de combustível deteriora o catalisador;
  • Atente-se alombadas, buracos e depressões no asfalto, que podem soltar e até furar os componentes do sistema;
  • Observe se existem ruídos vindos do escapamento. Isso pode indicar que a peça não está desempenhando sua função corretamente;
  • Utilize somente combustível e lubrificante de boa qualidade, seguindo sempre as orientações do manual do fabricante. O combustível quando é adulterado provoca acumulo de água na tubulação e nos silenciosos e, além de não fazer o sistema trabalhar direito, acaba causando corrosão.

Catalisador
O catalisador é uma peça importante do sistema de escapamento do veículo porque converte os gases tóxicos (hidrocarbonetos, monóxidos de carbono e óxidos de nitrogênio) em gases inofensivos.

A peça é formada por uma carcaça metálica com suporte cerâmico e óxido de alumínio com diversos metais nobres ativos, revestida por uma manta expansiva, que reduz em até 98% desses gases poluentes. Sem esses redutores, além de agredir o meio ambiente, o proprietário do veículo fica sujeito a multas.

Veja o que pode causar problemas no escapamento
Apenas a análise de um especialista poderá identificar com precisão problemas no catalisador. Na dúvida, leve seu carro para um dos Centros Automotivos Porto Seguro.

Confira o que pode danificar o sistema de escapamento:

  • Alteração no lubrificante do motor;
  • Furos no escapamento (na parte localizada antes do catalisador);
  • Choques mecânicos ou batidas;
  • Entrada de água na tubulação;
  • Limpeza de bicos injetores com produtos químicos não recomendados pelo fabricante do carro;
  • Desgaste excessivo dos componentes interno do motor e modificação no escapamento original.

Para encontrar um Centro Automotivo Porto Seguro perto de você, clique aqui.

Inspeção Veicular Ambiental
O objetivo da inspeção veicular é identificar irregularidades nos veículos que já estão em circulação ou alterações que podem provocar aumento na emissão de poluentes. Esses problemas podem aparecer nos escapamentos e por isso a revisão do sistema, incluindo a substituição ou instalação de catalisadores, são os principais serviços executados nos veículos para pré e pós-inspeção.

Saiba mais sobre a Inspeção Veicular Ambiental.

Substituição das peças do escapamento
Os fabricantes recomendam que a peça original, instalada na montagem da produção do veículo novo, seja substituída a cada 80 mil KM rodados. Já as peças de reposição podem ser trocadas a cada 40 mil KM.

Compartilhar