Pneus calibrados: segurança e economia

A calibragem correta dos pneus precisa de atenção, mesmo sendo um procedimento simples.

Calibragem dos pneus

A calibragem correta dos pneus precisa de atenção, mesmo sendo um procedimento simples. A pressão abaixo da recomendada reduz a durabilidade do pneu em pelo menos 8 mil KM, aumenta o consumo de combustível e favorece o risco de explosão e acidentes na pista.

Quando deve ser feita a calibragem?
O ideal é calibrar os pneus a cada 15 dias ou antes de uma viagem. Na hora de fazer o serviço, é necessário que os pneus estejam frios, tendo rodado no máximo 3 KM. A pressão deve ser sempre a indicada pelo fabricante do veículo no manual do proprietário ou, em alguns carros, fixada na porta do motorista.

Calibragem com nitrogênio
Uma boa opção é calibrar os pneus com nitrogênio, um gás mais estável do que o ar comprimido, que não esquenta tanto e preserva o pneu por mais tempo. Com a pressão dentro do limite indicado pelo fabricante, o pneu sofrerá menos desgaste.

Se for preciso completar a pressão dos pneus do seu carro com nitrogênio e eles estiverem cheios com ar comprimido, você deverá, primeiramente, esvaziar todos os pneus para depois encher com o gás (isso serve para o inverso, também).

Ao fazer a calibragem com nitrogênio pela primeira vez, será necessário esvaziar os pneus completamente. Esse tipo de calibragem é, na maioria das vezes, cobrada à parte.

Onde é recomendado calibrar os pneus
Os fabricantes de veículos sugerem as redes especializadas onde são feitas, geralmente, as revisões de rotina. Nesses locais, os calibradores possuem uma regulagem mais precisa, mas há cobrança pelo serviço prestado. Os postos de combustíveis são uma alternativa gratuita, mas nem todos têm equipamentos ajustados e com o funcionamento adequado. Alguns postos também já oferecem gratuitamente o nitrogênio para calibragem.

O balanceamento, alinhamento e o rodízio de pneus (troca das posições dos pneus para garantir que eles se desgastem igualmente e durem mais) são alguns cuidados que o proprietário também não deve esquecer e que complementam a calibragem dos pneus.

Dicas de segurança

  • Calibre os pneus pelo menos a cada 15 dias ou antes de uma viagem;
  • Se desconfiar que existe fuga de pressão nos pneus, procure um profissional para verificar a situação do conjunto de pneus e rodas;
  • Nunca esvazie um pneu aquecido;
  • Coloque tampas nas válvulas de todos os pneus;
  • Não esqueça de verificar a pressão do pneu estepe;
  • Após rodar com uma pressão muito baixa, nunca faça a calibragem antes de verificar a situação do interior do pneu;
  • Um pneu inflado com nitrogênio deve ser verificado de acordo com as mesmas regras de um pneu inflado com ar. A utilização do nitrogênio não substitui a verificação quinzenal da pressão dos pneus.
Compartilhar